Marcia Castro: do tecno ao funk melody, uma baiana boa de briga
27/10/2017 - 8h29 em Música

A cantora baiana despontou com Pecadinho (2014), álbum delicioso que reunia frevo, samba e música pop. À ótima estreia sucederam-se dois trabalhos irregulares, que não confirmaram a primeira impressão. Tretarecoloca Marcia nos trilhos. Como indica o próprio título (gíria que significa briga, confusão), trata-se de um disco de confronto. Isso transparece nas letras, muitas vezes inspiradas num rompimento amoroso, e na sonoridade pesada, com os melhores elementos da música eletrônica. Entre os belos acertos de Treta está Ela É Pan, uma espécie de axé tecno, além do funk batidão Baba no Quiabo e do funk melody Chave de Cadeia. Marcia voltou boa de briga.

 

COMENTÁRIOS

Av. Tiradentes, 17 altos - Centro - Croatá/CE

Telefone: (88) 9-9274-3594 / 9-9940-3140

CNPJ : 35.030.493/0001-97